Um ‘SUPER HORSE’ no Brasil-04/10/2011

 Chega ao Brasil, o garanhão CAMPEÃO MUNDIAL que foi um dos únicos a conquistar o título mais disputado por pontuação da AQHA

 Nesta segunda-feira, 3 de outubro, o alazão tostado POPULAR RESORTFIGURE, mais conhecido nos Estados Unidos, como Pop estará no Brasil. O garanhão conquistou títulos de campeão mundial em quatro diferentes modalidades de trabalho, como: laço de cabeça, laço de pé, laço de bezerro e working cow horse. Pop é um dos únicos a conquistar o título de SUPER HORSE nas pistas americanas.

 Sua mãe, BAR J JACKIE, segunda melhor égua do mundo nos registros de mérito da American Quarter Horse Association (AQHA), que acumulou 1.127 pontos em seis eventos, e seu pai é nada menos que o imortal DUAL PEP, um ícone da raça em todo o mundo, ganhador de $302,053, campeão do NCHA Open Classic de 1998 e sua produção passa hoje dos U$ 19 milhões.

 POP tem, entre seus títulos, AQHA Show Record-Shown, com o laçador J. D. Yates, AQHA Sooner Trailer SUPERHORSE, AQHA World Champion – Heading, AQHA World Champion – Heeling, AQHA Reserve World Champion – Calf Roping, sexton lugar no AQHA World – Working Cow Horse, ganhador por cinco vezes AQHA All-Around, tem 242 pontos em Performance pela AQHA , Superior Heading, Superior Heeling, campeão Arizona Sun Country Circuit Junior All-Around e tem em ganhos pela NRCHA (working cow horse) $17,000.

 O pecuarista e criador da raça Quarto de Milha, Valdomiro Poliselli Júnior, está pilotando a empreitada, convidou outros três criadores para formar o condomínio POP SUPER HORSE, Antônio Carbonari Netto, Lincoln Junqueira e Rafael Paoliello.

 “Quando morei nos Estados Unidos tive a oportunidade de conhecer o Pop e sua produção, ele é um cavalo que fará uma grande contribuição no desenvolvimento da genética de laço no Brasil.” afirma Lincoln Junqueira, um dos condôminos do animal.

 “Usarei o Pop em minhas melhores éguas de apartação, pois é um garanhão provado em trabalho e filho de Dual Pep um ‘ás’ da modalidade”, ressalta Antônio Carbonari Netto também proprietário do cavalo.

 “Este garanhão também será muito utilizado no Brasil em éguas de velocidade tanto para tambor, onde já possui filhos ganhadores nos Estados Unidos, como na vaquejada. Muitos criadores estão buscando um raçador de trabalho como o Pop para introduzir precocidade e equilíbrio melhorando a performance destas modalidades”, ressalta o expert no seguimento, Luciano Beretta, proprietário da Lub Breeding, onde o garanhão ficará alojado para coleta da comercialização do sêmen.

 “O Brasil precisa desta genética de trabalho com o gado. As provas de laço e as que envolvem boi somam o maior número de inscrições e são também as que mais crescem. Nosso país possui hoje o maior rebanho bovino do mundo, que é conduzido todos os dias por cavalos de trabalho. A inserção da genética de um garanhão como o Pop no País trará um ganho imenso tanto para o esporte em geral como para o incremento da qualidade de animais com senso de boi no campo” comenta Valdomiro Poliselli Júnior.

Informações para a imprensa:
Mariana Cavalcanti
mari.cavalcanty@gmail.com
 (15) 7814.5042