JL Treinamentos é destaque na revista Car And Driver-01/02/2012

Publicação da Editora Escala, especializada em automóveis, faz comparativo entre um SUV Renault Duster e um cavalo Quarto de Milha de Tambor

Os Irmãos Leão tiveram dois grandes destaques no setor midiático, em janeiro. A primeira aparição foi no Anuário 2012, da Editora Viu! – a mesma que produz a tradicional revista Horse. A matéria sobre o valor da manutenção do cavalo-atleta usou exclusivamente o C.T. de Ailson e João Leão como referência de preço no mercado de Tambor. Já o destaque do mês coube à matéria publicada na revista Car And Driver, da Escala Editora. A reportagem comparou o desempenho de um cavalo de Tambor frente a um SUV, numa ação que foi excepcional para divulgar as provas equestres para um público diferenciado e de alto poder aquisitivo.
A matéria “4 rodas x 4 patas” foi idealizada pelo cavaleiro amador Guilherme Lissandre Barbosa, cliente do JL e apaixonado por carros e cavalos. “Entrei em contato com o pessoal da Redação da Car And Driver e lhes propus o desafio. No começo, eles não deram muita bola, mas quando se aprofundaram do assunto, entendendo o funcionamento das provas de Tambor, eles ficaram bem empolgados”, diz Guilherme.
Com texto de Juliano Barata e fotos de Leo Sposito, a matéria compara o SUV Renault Duster ao cavalo Quarto de Milha de Tambor Big Don Peppy (Play Peppy GR x Katie Don GMS). A matéria começa provocativa: “Na teoria, jogo ganho: o haras de 142 cv do Renault Duster 2.0 4×4 não daria a menor chance para o solitário cavalo de corrida Big Don Peppy – mesmo pesando quase 650 kg a mais”. Mas as diferenças se evidenciaram: “O poder de arrancada e retomada dos cavalos que competem na corrida dos Três Tambores – dignos de motos de competição – é algo que precisa ser visto para ser compreendido. Some isso ao raio extremamente apertado das curvas em volta dos obstáculos e o piso fofo (principalmente próximo aos tambores, onde os cavalos pisam com mais força) e temos um cenário bastante difícil para o Renault. Mas, ao volante do Duster está Haroldo Soares, piloto de rali de velocidade que também trabalha com desenvolvimento de suspensões de competição. Vê-lo praticar com gosto na pista realimentou as esperanças do utilitário esportivo”. E o texto finaliza da seguinte forma: “Sem chance para o Duster. O Quarto de Milha cravou 18s47 no cronômetro. Em contrapartida, sua suspensão de competição judia bastante do piloto: dores lombares e exaustão cardiovascular são comuns (…). O consumo também foi digno de um F-1: com três passagens, o motor de Big Don Peppy começou a superaquecer – requerendo um pit-stop não programado no cocho de água. Sem problemas. O topo do pódio já estava garantido”.
Outras informações em www.jltreinamentos.com.br

Marcelo Pardini (Grupo MP)
Excelência nos serviços. Amor ao Agronegócio!
(11) 7896-9182 [121*52235]
(14) 8190-3890
www.marcelopardini.com.br