Final do Circuito Cearense 2010 – 19/07/2010

Missão cumprida !

Este é o sentimento que brotou após a chuva de emoções na última prova do I Circuito Cearense de Tambor e Baliza da NBHA.

Em plena tarde ensolarada as primeiras emoções vieram dos céus. Nada mais adequado, considerando que o homenageado do dia, Cmte. Dílson Pessoa tem sua vitoriosa trajetória empresarial na aviação civil.

O cantor Valdonis, conhecido nacionalmente por sua maestria na sanfona, surpreendeu a todos com mensagens de felicitações via rádio de comunicação, enquanto pilotava seu avião.

Para euforia de todos, surge sua aeronave bem acima da pista de prova. Manobras fabulosas, deixando todos fascinados.

Início de festa, cavaleiros entrando perfilados com as bandeiras do Brasil, do Ceará e dos patrocinadores para o Hino Nacional, bem como a Oração. Palavras do Presidente relatando as realizações. Mensagens direcionadas para o homenageado. Quando todos esperavam o início convencional da competição, eis que novas surpresas estavam reservadas. Valdonis é anunciado entusiasticamente pelo Poeta da Locução, Gleudson Rosa. Agora saltando de pára-quedas, pousando bem no meio da pista de prova para delírio de todos.

O início do dia já sinalizava o fascínio que reservava o encerramento do Circuito.

Disputas acirradas em várias categorias, notadamente na Baliza Aberta, e no Tambor na Junior, Big, Aberta e Tira teima.

Ritza NVM (Count Fleet*Melancia), uma égua mestiça de 23 anos, ganhou nas Seis Balizas, categoria Aberta. Sensacional ! Mais ainda porque nela estava montado Dílson Pessoa Filho (Dilsinho), primogênito do homenageado.

Na verdade, Dílson Pessoa Filho (Dilsinho) montado em Lil Dreams MA (Lil Verdad*Thousand) e Ezequiel Pereira montado em Holland Sanjay (Top Player*Kind Holland) promoveram disputas belíssimas na modalidade de Três Tambores. Sendo que o paulista, radicado no Maranhão (CT Chácara Valente), levou a melhor na Aberta e no Tira teima por milésimos de segundos.

Na categoria Aberta à diferença foi de 0,052. Pouco ? Pelo contrário, elevadíssimo se comparado com o Tira teima. Na disputa pela primeira moto a lacuna de tempo foi de 0,001. Isto mesmo, míseros 0,001 !

Não fosse emoção suficiente, novamente Ritza NVM surpreendeu a todos. Pertencente ao Cmte.Dilson Pessoa, quis também prestar suas homenagens, retribuindo tantos anos de cuidado e carinho. Presenteando-o com a segunda moto do Tira teima, conquistando o 2D. Coroamento completo, pois desta vez o competidor era Fábio Pessoa, caçula do homenageado.

Fim de festa, público maravilhado. Grandes criadores lá presentes. Resultando no anúncio de cinco novas pistas. Sendo que quatro provas já serão realizadas em agosto, setembro, outubro e novembro. Mostrando que todo o esforço desprendido foi válido.

O Tambor e Baliza no Ceará não é mais um sonho, virou realidade !

Alexandre Fontelles