Ceará reúne 11 estados em Curso para Formação de Juízes da ABQM-24/08/2011

“Vim buscar conhecimento da raça e do esporte. O curso não tem acontecido muito no Brasil. É uma oportunidade rara, tive que agarrar,” relatou Hélvio Noronha (Macarrão) do Rio de Janeiro.
 
Partindo da necessidade de formar mais juízes e estabelecer critérios para as modalidades de Ranch Sorting, Team Penning, Seis Balizas e Três Tambores, a ABQM, representada pelo Núcleo Cearense do Cavalo de Trabalho, NCCT, realizou movimentado curso no Nordeste do país.
 
Com aulas praticas e teóricas, a ação aconteceu em Fortaleza, entre os dias 17 a 20 de agosto, no CT Flávio Silveira, em Caucaia-Ce.
 
Ali os 33 alunos puderam aumentar seus conhecimentos e iniciar seu processo de avaliação para juiz oficial da ABQM.
 
Contando com o juiz completo, Fabrício Pinotti, que ao longo do tempo foi se acostumando com a ideia de ensinar, treinar e avaliar a numerosa turma, os candidatos ficaram encantados com a bagagem do instrutor.  “Ele tem muito conhecimento. É um cara simples, super aberto e tem muita facilidade em passar. Achei tudo sensacional,” relatou o treinador mineiro, Tiago Ferreira. Ele que é associado à ABTB, Associação Brasileira dos Treinadores de Tambor e Baliza, pôde usufruir da destacada organização e receptividade cearense.
 
Fabrício Pinotti ficou espantado ao ser convocado pela ABQM. Mas, logo ao chegar à Terra da Luz, mostrou sua dedicação e entusiasmo contribuindo assim para o crescimento do esporte na região. “A minha convocação foi uma boa surpresa, pois o curso estava bastante concorrido. Só que quando soube que estaria sozinho em uma turma de 33 alunos, apavorei! Ao falar com Paulo Farha em São Paulo, ele me tranquilizou – Fabricio, pode ficar tranquilo que o Núcleo Cearense é um dos mais organizados do Brasil. A minha expectativa agora é só uma. Que todos tenham tido um bom aproveitamento do curso,” relatou o carismático juiz.
 
Mas quem realmente fez a festa foram os cearenses. Com o seu trabalho sendo reconhecido nacionalmente, Alexandre Fontelles, Presidente da ABQM-CE, não escondeu a alegria de compor o grupo que está fazendo história no Ceará. Disse Fontelles, “É gratificante Presidir uma Diretoria composta de pessoas sérias, bem intencionadas e produtivas. Honramos a confiança depositada pelo Presidente Paulo Farha. Dignificamos a imagem de seriedade e competência do Ceará para o Brasil.”
 
Para os participantes do curso agora vêm mais duas etapas: primeiro, receber o resultado do teste teórico e da avaliação de Fabricio Pinotti. Depois, cumprir os estágios pré-estabelecidos pela ABQM. E aí assim, bater no peito e dizer, sou um juiz oficial da ABQM.
 
 Tércio Alcoforado
Alexandre Fontelles